domingo, 8 de maio de 2016

Santa Cruz segura o Sport e conquista bicampeonato pernambucano

Tricolores fizeram valer a vantagem que tinham em mãos, empatam sem gols na Ilha do Retiro e conquistam o 29º Estadual e o segundo título nesta temporada

Um filme que tem se repetido com frequência na atual década. Mais uma vez, o Santa Cruz levantou o troféu de Campeonato Pernambucano. E novamente contra o Sport, em plena Ilha do Retiro. Neste domingo, na 24ª final com um Clássico das Multidões, os tricolores empataram em 0 a 0 e chegaram ao seu 29º título estadual. Agora são doze finais para cada lado, mas nas últimas quatro deu a equipe coral. O time do técnico Milton Mendes havia vencido o primeiro jogo no Arruda e soube administrar bem a vantagem na volta. 
Santa Cruz e Sport agora começam a pensar exclusivamente na Série A do Campeonato Brasileiro. O Leão joga contra o Flamengo, no próximo sábado, no Rio de Janeiro e o Tricolor recebe o Vitória, no domingo, no Arruda. No entanto, antes disso, o Tricolor ainda joga contra o Vitória da Conquista, pela Copa do Brasil. A partida acontece nesta quarta-feira e existe a chance de apenas os jogadores reservas serem escalados.
Sport x Santa Cruz (Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press)Santa Cruz conquista o 29º título pernambucano (Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press)
O primeiro tempo foi do Sport no placar. Precisando fazer o resultado, o Leão adiantou a marcação para o meio de campo e pressionou o Santa Cruz no campo de ataque. A tática, no entanto, não surtiu efeito. Os rubro-negros até chegaram perto da área, mas não conseguiram finalizar com qualidade. Rithely, Luiz Antônio, Mark González e Vinícius Araújo falharam nos chutes. Na defesa, o Tricolor apostava no contra-ataque, mas não teve muitos. Assustou o goleiro Danilo Fernandes apenas em duas cobranças de faltas de Tiago Costa.
O roteiro da segunda etapa foi bem parecido. Ainda mais avançado, já que o tempo estava acabando, o Sport seguiu pressionando muito. E, desta vez, chegou muito perto do gol várias vezes. Na primeira, aos oito, Everton tabelou com Túlio de Melo e entrou com tudo na área, mas cabeceou fraco e facilitou a vida de Tiago Cardoso. O Santa assustou em um contra-ataque com Wallyson, que mandou a bola muito perto do gol de Danilo Fernandes. E a pressão do Leão voltou. Henríquez aproveitou cruzamento de Mark González e cabeceou com força, mas esbarrou no tricolor Tiago Cardoso. Durval ainda quase marca em um voleio que bateu na trave

Nenhum comentário:

Postar um comentário